Direito de ir e vir no Brás

Imagem antes
Imagem depois

O resgate do espaço público foi meu principal objetivo na região. O Brás recebeu um novo visual e ficou mais organizado. O mar de lonas azuis de milhares de ambulantes que ocupavam irregularmente o Largo da Concórdia deu lugar a um espaço verde, mas muitos outros locais também receberam a mesma atenção.

Além da revitalização do Largo da Concórdia, a retomada e a reforma da Praça Agente Cícero também foi um marco para o bairro. A praça, que fica na entrada da estação de trem do Brás, estava tão ocupada pelos ambulantes que nem os serviços essenciais conseguiam chegar ao local. A reforma deu mais segurança e traquilidade aos usuários de transporte público.

Outra ação importante foi a retomada da Praça Domingos Paiva, onde acontecia a famosa feira do rolo, o local foi revitalizado e a população ganhou mais uma área verde na região. Na zona Cerealista, entre as rua Monsenhor de Andrade e Prof. Eurípedes e algumas ruas próximas estavam ocupadas por centenas de barracos e materiais de sucata, tudo foi removido e a população passou a ter acesso à rua novamente.

No largo do Pari, caminhões ocupavam uma área enorme para fazer entreposto de côco para o Mercado Municipal, mas, na verdade, o local era uma praça pública. Nós retomamos a área e uma nova praça foi contruída no local.